Wellington Dias admite implantar lockdown e anuncia queda nas receitas do estado

0
Compartilhar

O governador Wellington Dias afirmou nesta quinta-feira (7) que pode implantar lockdown caso o isolamento social não seja cumprido pela população. O governador acrescentou que estado está esperando a chegada de ventiladores de ar para as unidades hospitalares.

“Para não ter o lockdown e fechamento total de Teresina, a gente precisa manter o isolamento social. Eu, o prefeito Firmino Filho e presidente da APPM, Jonas Mouras, precisamos reforçar o isolamento, o que nos permite uma posição mais tranquila. Agora, se não seguir o isolamento, vamos ter que ir pra uma linha mais dura, que é o lockdown. Eu torço para que a população colabore pra gente não precisar implantar isso”, explica.

O governador afirmou que está esperando a chegada de respiradores para serem implantados nas unidades hospitalares do estado.

“Nós estamos negociando com o Canadá, com a Alemanha a compra de ventiladores de ar. Agora, ontem, nós compramos ventiladores da Turquia para chegar no dia 12. Fizemos uma compra com Luxemburgo, que é pra chegar também no dia 12. Nós compramos 130 ventiladores, porque falhou uma compra com a China, Fiz uma compra com o Nordeste, que também não deu certo. Tem ventiladores em São Paulo que a Justiça mandou liberar pra o Piauí. Caso a empresa não cumpra a ordem judicial, será aplicada uma multa pesada”, afirma.

De acordo com o governador, o estado teve queda da arrecadação de 35% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“De março para abril, a gente já teve uma queda de 27% na receita de ICMS. Hoje recebi a informação que Fundo de Participação dos Municípios caiu 35% na receita deste ultimo mês. O que foi aprovado no Congresso repõe uma parte. Porque se o nosso orçamento em 2019 foi de um valor, este ano tem mais despesas por conta do coronavírus. Nós vamos receber 67% de compensação. É uma coisa muito boa. Nós estávamos sem receber nada. Agora, o Congresso Nacional e sou grato a nossa bancada federal, que garantiu R$ 400 milhões em pelo menos quatro meses, ou seja, R$ 100 milhões por mês, sendo que tem R$ 25 milhões mensalmente para a Saúde, o que vai nos permitir um planejamento”, finaliza o governador.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *