Viradouro encerra jejum de 23 anos e é campeã do Carnaval do Rio

0
Compartilhar

A Unidos do Viradouro é a campeã do Carnaval 2020 do Rio. A escola, que defendeu o enredo “Viradouro de Alma Lavada”, somou 269,6 pontos, que garantiram seu segundo título do Grupo Especial, depois de um jejum de 23 anos. A disputa foi acirrada e emocionante, com Grande Rio e Beija-Flor, decidida apenas no último quesito, harmonia.

A Grande Rio liderou a apuração até o penúltimo quesito, evolução, quando perdeu décimos preciosos devido a um problema no carro abre-alas, que prejudicou a evolução do desfile. A Beija-Flor, que vinha forte na disputa, também acabou perdendo pontos no fim. A agremiação de Niterói acabou ganhando de virada.

Vice-campeã de 2019, a Unidos do Viradouro apresentou este ano uma dupla de novos carnavalescos: Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, que se encarregaram de homenagear as mulheres que lutaram para construir o Brasil. Os dois passaram com louvor no teste de substituir Paulo Barros e manter a escola de Niterói competitiva. O enredo Contando a história das ganhadeiras de Itapuã —mulheres negras escravizadas até o final do século 19— e toda a riqueza da cultura negra baiana, a Viradouro fez um desfile empolgante e de visual de impacto. A comissão de frente levou o público ao delírio com uma componente vestida de sereia, que ficava submersa em um tanque d’água.

Outro destaque foi a bateria comandada pelo mestre Ciça, que levantou as arquibancadas com um arsenal de paradinhas ousadas e bem ensaiadas —mostrando que os componentes adentraram a Marquês de Sapucaí com o samba na ponta da língua. A Viradouro saiu da avenida com a sensação de dever cumprido.

Desfile das campeãs
A Viradouro se apresentará novamente na Marquês de Sapucaí no próximo sábado (29), no desfile das campeãs, ao lado de Grande Rio, Mocidade, Beija-Flor Salgueiro e Mangueira, que terminaram no topo da classificação.

As escolas rebaixadas
A União da Ilha e Estácio de Sá foram rebaixadas e desfilarão no Grupo de Acesso do Carnaval do Rio de Janeiro no ano que vem.
A queda da escola da Ilha do Governador, que terminou em último com 264,2 pontos, era esperado, já que o desfile contou problemas graves em alegorias e, principalmente, na evolução. Já a Estácio, que reestreou na elite este ano, terminou em penúltimo, com pontuação de 264,7.

Fonte: Folhapress

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *