Unidades da Prefeitura capacitaram 474 mulheres somente no ano de 2019

Ascom/SMPM

Os programas de formação e qualificação profissional para mulheres da Prefeitura de Teresina atingiram números bastante expressivos no ano de 2019. Segundo dados da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), foram 474 mulheres beneficiadas por cursos profissionalizantes no ano referente.

Os cursos profissionalizantes são ofertados nas unidades vinculadas à Prefeitura e SMPM, como Serviço de Atendimento às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia (Norte e Sudeste) e Centro de Referência Esperança Garcia (CREG).

Foram oferecidos cerca de 26 cursos de formação profissionalizante nas mais diversas habilidades. Entre eles estão: oficinas de empreendedorismo, curso de patchwork, manicure e pedicure, confecção de bonecas de pano, depilação, oficina de biscuit, chocolate (ovos de páscoa e bombons), bolos, entre outros.

“Sabemos que a emancipação econômica é muito importante para o desenvolvimento de uma pessoa, e esse trabalho de emancipação é ainda mais importante quando é feito com mulheres em situação de vulnerabilidade ou violência doméstica. Com essas capacitações, essas mulheres se sentem mais valorizadas, não só no aspecto financeiro, mas no sentido pessoal e psicológico”, declara Psicóloga da SMPM, Joseli Barbosa.

A dona de casa Kenia Rodrigues, de 27 anos, que frequenta o Amor de Tia Sudeste há cerca de dois anos, foi uma das mulheres que participou dos programas de qualificação profissional e comenta sobre algumas das atividades que desenvolveu nas oficinas. “O curso me ajudou bastante, foi muito bom. Me qualifiquei na área de gastronomia, aprendi a fazer bolos e ovos de páscoa, e também participei do curso para confecção de bolsas artesanais. Pretendo fazer outros cursos esse ano, em outras áreas”, declara.

Muitas mulheres que participam das oficinas decidem abrir seu próprio negócio após finalizarem as atividades. Foi o caso da Naiane Costa, de 21 anos, que frequenta o Amor de Tia Norte há cerca de três anos, e hoje trabalha com lembranças artesanais e cartões. Ela aprendeu a desenvolver os produtos nos cursos para confecção de bonecas de pano e bolsas artesanais.

“Toda a equipe do centro me ajudou bastante, abriram meus olhos, me apoiaram na abertura do meu empreendimento. Participei de cursos, palestras e, através deles, consegui ampliar as minhas ideias. Eu só tenho a agradecer por eles trazerem esses cursos e essas capacitações, essas atividades nos tornam cada vez mais empoderadas. Eu aprendi muito lá e quero continuar aprendendo”, afirma Naiane.