Trump volta a criticar China por causa da pandemia e ameaça cortar relações

0
Compartilhar

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu mais um sinal da deterioração do relacionamento entre Washington e Pequim em relação ao novo coronavírus, dizendo que não tem interesse no momento em falar com o dirigente Xi Jinping —ele chegou a sugerir que poderia cortar os laços com a segunda maior economia do mundo.

Em entrevista à Fox Business Network, transmitida nesta quinta-feira (14), Trump disse que estava decepcionado com o fracasso da China em conter a Covid-19 e que a pandemia havia ofuscado o acordo comercial fechado em janeiro, que ele havia anteriormente considerado uma grande conquista.
“Eles nunca deveriam ter deixado isso acontecer”, disse Trump. “A tinta mal tinha secado e a praga veio à tona.”

O ressentimento do presidente americano estendeu-se a Xi, com quem o presidente dos EUA tem dito repetidamente ter um bom relacionamento.

“Mas no momento não quero falar com ele”, disse Trump na entrevista, que foi gravada na quarta-feira (13).

O americano foi questionado sobre a sugestão de um senador republicano de os EUA neguem vistos a estudantes chineses que se candidatarem a estudar em áreas relacionadas à segurança nacional, como computação quântica e inteligência artificial.

“Há muitas coisas que poderíamos fazer. […] Poderíamos cortar relações”, respondeu.

Nesta sexta (15), o porta-voz da diplomacia chinesa, Zhao Lijian, pediu o reforço da cooperação entre EUA e China para a luta contra o coronavírus.

“Manter relações estáveis entre a China e os Estados Unidos é do interesse fundamental dos dois povos e da paz e da estabilidade no mundo”, disse ele à imprensa.

Fonte: Folhapress
Foto: Reuters

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *