TJ não reconhece união estável de Rose com Gugu e diminui pensão de 100 000

1
Compartilhar

Nesta quarta-feira (5) o Tribunal de Justiça de São Paulo cassou a decisão em primeira instância que determinava que Rose Miriam di Matteo, mãe dos filhos de Gugu Liberato, recebesse 100 000 reais mensais de pensão.

No dia 23 de janeiro a decisão do juiz da 9ª Vara da Família e das Sucessões do Foro Central da capital determinou o valor após a defesa afirmar que Rose não tinha recursos para manter as despesas de casa. O desembargador Galdino Toledo, no entanto, diminuiu o valor para a quantia de 10 000 dólares, equivalente a 42 000 reais por mês. Cabe recurso.

Ele também não reconheceu a união estável entre ela e o apresentador, usando como base um documento fornecido pela família Liberato que afirma que Rose reconhecia que tinha um acordo com Gugu para apenas ter filhos do apresentador e educá-los, sem manter uma relação conjugal.

“Derrota seria o Magistrado dizer que não haveria direito a nenhuma pensão. Isso apenas quer dizer que o juiz entendeu que, por hora, 10 000 dólares bastam”, afirmou, por meio de nota, o advogado Nelson Wilians, que representa Rose. Ele acredita que sua cliente deve ter direito a 50% da herança do apresentador.

Fonte: terra.com.br

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *