Teresa Britto denuncia desigualdade salarial na Uespi

0
Compartilhar

A deputada Teresa Britto (PV) denunciou nesta quinta-feira (5) a desigualdade nos valores das gratificações pagas a diretores na Universidade Estadualdo Piauí (Uespi), afirmando que deverá denunciar o caso ao MinistérioPúblico Estadual e ao Tribunal de Contas do Estado. A oradora disse que os apadrinhados do governador Wellington Dias recebem asgratificações de maior valor.

Teresa Britto iniciou seu pronunciamento dizendo que apresentará requerimento pedindo que o secretário estadual de Administração,Merlong Solano, preste informações à Assembleia Legislativa se está emfuncionamento uma comissão anunciada pelo governador do Estado visandotratar sobre o autonomia financeira da Uespi.

Em seguida, a parlamentar do Partido Verde disse que o jornalistaRômulo Rocha, do Portal 180 Graus, denunciou que, enquanto a diretora do Instituto Antonino Freire, Lucile de Sousa Moura, tem uma gratificação de R$ 6 mil e mais um valor eventual que chega a R$ 3mil, totalizando R$ 9 mil, o diretor do Campus Reis Velloso, Pedro Aquino, recebe R$ 1,5 mil de gratificação e zero de eventual.

“Isso é uma indecência e uma imoralidade”, declarou Teresa Britto,assinalando que outro servidor, Damião de Cosme de Carvalho Rocha,recebe R$ 3,8 mil de gratificação e mais R$ 3,345 mil de eventual.

Da Redação
Com informações da Alepi

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *