SBT assina contrato e abre transmissões da Libertadores com Palmeiras

0
Compartilhar

O SBT fechou nesta quinta-feira (10) com a Conmebol a compra dos direitos de transmissão da Copa Libertadores da América para TV aberta. A notícia foi antecipada pelo UOL Esporte na última segunda-feira (7). O contrato foi assinado na manhã de hoje pelo vice-presidente da emissora de Silvio Santos, José Roberto Maciel, e representantes da Conmebol, a entidade máxima do futebol sul-americano. A primeira transmissão será entre Bolívar x Palmeiras, pela terceira rodada da fase de grupos.

A partir de agora, a emissora de Silvio Santos irá tomar providências para a montagem de sua equipe. Nessa operação, o SBT conta com um trunfo. Como a Conmebol se responsabiliza pelo aspecto técnico das transmissões (equipamentos, especialistas etc), o canal pode usar mais recursos na contratação dos profissionais à frente das câmeras.

Os primeiros nomes estudados para a narração são de Téo José e André Henning. O primeiro trabalha para a Disney e foi emprestado para atuar no Fla-Flu do Carioca, feito pela emissora em julho. O segundo é o nome titular da Turner em transmissões do Brasileirão e da Champions. Ambos estão com contrato perto do fim em seus empregadores.

Para a reportagem e também comentários, Mauro Naves é um dos nomes preferidos da cúpula, devido a sua experiência e popularidade após os muitos anos no ar pela Globo. Naves foi contratado no início do ano pelo Fox Sports e atua como comentarista hoje dos canais Disney. Também serão contratados produtores, coordenadores de transmissão, na composição de uma equipe robusta. Ao todo, pensa-se em pelo menos 30 profissionais para este núcleo esportivo.

Globo tentou última cartada
O acordo entre Conmebol e SBT só foi possível depois de a Globo decidir rescindir seu contrato com a competição já iniciada, mas interrompida devido à pandemia do novo coronavírus. A emissora carioca manteve negociações com a confederação sul-americana e ainda tentou uma última cartada nesta semana para manter a Libertadores em seu menu. Mas esta aproximação seja rejeitada novamente. A entidade já estava com condições e valores acertados com o SBT.

A Globo tinha um contrato até 2022 por US$ 60 milhões por ano pelos direitos tanto de TV aberta e jogos da TV fechada. Mas pediu a rescisão do acordo à Conmebol por considerar o valor alto.

A Libertadores é restrita ao SBT em TV aberta, mas também conta com outros veículos no ramo por assinatura, pelo Fox Sports, e em streaming redes sociais, pelo Facebook. Na TV fechada, a Disney já sabe quais partidas fará, mas pode aumentar esse pacote porque partidas antes previstas para o SporTV estão sem dono —e ela é uma das interessadas. Já o Facebook pode ter perdido a exclusividade de jogos na quinta por causa das mudanças no calendário em decorrência da pandemia, mas continua com um pacote sob sua propriedade, incluindo partidas de Flamengo e Santos.

Tabela e mercado
Neste primeiro momento, o SBT não tem o poder de mexer nos horários e apenas herda o que já havia sido escolhido pela Globo. Mas, a partir da fase de mata-matas, a emissora de Silvio Santos poderá escolher horários que lhe agradem melhor, incluindo a possibilidade de exibir alguns jogos mais cedo. Por ora, a estreia oficial do SBT na Libertadores concorrerá contra o jogo entre Corinthians x Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, na quarta (10).

Outro ponto é fechar o pacote de publicidade para os anunciantes. Diretor comercial do SBT, Fred Muller procurou informalmente nomes do mercado publicitário para saber qual seria o interesse de marcas relevantes em anunciar nas transmissões que começam na semana que vem. A resposta foi animadora. Ao menos seis grandes empresas demonstraram interesse imediato. Entre elas, estão duas que fecharam cotas no Fla-Flu do Carioca, exibido pelo canal em julho: PicPay e Ambev.

A informação que circula no mercado hoje é de que o pacote comercial estará disponível “em breve”. Além de seus próprios patrocinadores, o canal de Silvio Santos também dará espaço para os parceiros comerciais da Conmebol, algo que a Globo não fazia até então

.
Fonte: Folhapress
*Colaborou Rodrigo Mattos
Foto: Divulgação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *