Professor Demóstenes Ribeiro pede flexibilização para academias de educação física

5
Compartilhar

O empresário e educador físico Demóstenes Ribeiro criticou nesta segunda-feira (22) as exigências para reabertura das academias de educação física no Piauí. De acordo com o professor, o segmento de atividades será um dos últimos a ser flexibilizados.

“Poucos segmentos apresentaram um protocolo de reabertura tão rígidos, criteriosos como o segmento de academia. Já tivemos reuniões com os técnicos da prefeitura e com o governo do estado apresentando o protocolo para o retorno das atividades de forma responsável, gradual para expor o mínimo o cliente e funcionários a risco”, explica.

O professor afirma que as academias já estão prontas para receber os alunos, seguindo todo protocolo de segurança.

“Vamos implantar a restrição de horário e não funcionar o dia todo. E, se for o caso, não funcionar todos os dias da semana, isolar com marcas, sendo que uma funciona e a outra não. Vamos disponibilizar uma grande quantidade de álcool e gel, papel toalha, utilização de máscaras. Enfim, vamos cumprir todos os critérios de segurança. Aliás, já existe todo esse protocolo predeterminado pelo CREF-PI”, frisa.

Para o professor Demóstenes, a educação física é um setor de promoção de saúde, com tratamento e prevenção de doenças.

“Nós entendemos que a atividade física é um meio de promoção de saúde, com tratamento e prevenção de doenças. Se o risco é controlado, a gente não ver sentido em não flexibilizar. Pelo comentários, o segmento será um dos últimos a ser flexibilizados. Isso não tem lógica e vai de encontro contra a ciência. Vemos com muita preocupação essa situação. Um segmento que zela pela saúde não é dada atenção”, lamenta.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *