Políticos criticam fala de José de Abreu contra Regina Duarte

Políticos criticaram comentários de José de Abreu atacando a escolha da atriz Regina Duarte para ocupar a Secretaria Especial da Cultura e um procurador da República prometeu acionar o Ministério Público Federal de São Paulo pelo teor de sua fala. Em entrevista à Folha de S.Paulo, o ator afirmou que “fascista não tem sexo”.

“Vagina não transforma uma mulher em um ser humano. Eu não vou parar. Eu sou radical mesmo e estou num caminho sem volta”, disse, em áudios enviados à coluna de Mônica Bergamo.

Nas redes sociais, personalidades, principalmente políticos, se opuseram à fala do ator.

Eduardo Bolsonaro tuitou: “Não esperamos intelectualidade de José de Abreu para saber minimamente que a definição de fascismo vai de encontro as políticas de Lula/Dilma e diverge totalmente de fazendo Bolsonaro”, defendeu o filho do presidente. “A cobrança contra Zé de Abreu é de algo mais básico: seu caráter.”

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) atacou Abreu e o acusou de machismo.

“Com o mais escroto destemperamento o José de Abreu volta a atacar a nova Secretária de Cultura, Regina Duarte. Engraçado é como a esquerda fica em silêncio com todo o machismo do global. Devo dizer aqui que não estou verdadeiramente surpreso sobre isso”

O procurador da República Ailton Benedito se juntou às críticas: “Odiosa ofensa contra todas as mulheres. Se as feministas defendessem, de fato, as mulheres contra toda forma de violência, rechaçariam essa ignomínia. Que o Ministério Público e as demais instituições tomem as providências cabíveis nas suas atribuições.”

Benedito ainda acrescentou: “Ainda hoje, 4 de fevereiro de 2020, será encaminhado ofício ao Ministério Público Federal no Estado de São Paulo, a fim de que tome conhecimento do fato e promova as medidas que entender cabíveis nas suas atribuições em face do sujeito que ofendeu todas as mulheres brasileiras.”

Marco Feliciano (PSC-SP) também entrou na lista de críticos: “E Maria do Rosário vai ficar quieta enquanto o covarde José de Abreu esculacha a mulher/mãe/trabalhadora/artista Regina Duarte? É aceitável o nível dos ataques, dizendo que ‘vagina não transforma fascista em ser humano’? Então para ele Regina não é um ser humano? Eu processava!”.

Carla Zambelli, (PSL-SP), chamou o ator de canalha. “Sempre que um esquerdista chama alguém de ‘fascista’ ou ‘nazista’, ele o faz para justificar ou incitar crimes contra essa pessoa. O canalha-mor do José de Abreu comprova essa tese pela milésima vez.”

André Fernandes (PSL-CE), deputado estadual, foi outro a tecer críticas no Twitter: “José de Abreu disse que ‘vagina não transforma mulher em ser humano’, em ataque a Regina Duarte. E eu respondo: “Nem pênis transforma covarde em homem. Ei José de Abreu, tu é um babaca da pior espécie, um reflexo total da esquerda do país! Nojento! Asqueroso!”.

“Fama, pênis e cuspe não transformam idiota em homem. José de Abreu é a prova disso”, adicionou Paulo Eduardo Martins (PSC-SP).

Fonte: Folhapress
Imagem: Paulo Belotte/Globo


Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *