Polícia Civil deflagra Operação Saldo Infinito em três estados

0
Compartilhar

A Polícia Civil do Piauí coordena nesta quarta-feira (25) a Operação Saldo Infinito, que cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão nos estados do Piauí, Ceará e Rio de Janeiro. O inquérito policial, presidido pelo delegado Anchiêta Nery, titular da DRCI – Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, investiga uma série de condutas relacionadas a compras fraudulentas com cartões de crédito de terceiros. Os carders, verbete em inglês, como são popularmente chamados esses infratores, acessam dados bancários e pessoais das vítimas para passar-se por elas realizando compras online, solicitações de segunda via de cartões, empréstimos pessoais, gerando prejuízos a pessoas físicas, comerciantes e ao sistema financeiro.

“O investigado residente do Rio de Janeiro, de apenas 19 anos, era responsável por subir os links de phishing (páginas falsas de empresas onde se captura clandestinamente dados do usuário) obtendo os dados de cartões das vítimas, e depois vendia esses dados para investigados do Piauí e de outros Estados. Dois dos investigados naturais do Piauí já haviam sido presos em 2019 também pela prática de estelionato cometido por meio virtual, e uma delas praticou esses novos crimes enquanto cumpria prisão domiciliar em Teresina”, informa o Delegado Anchieta Nery.

Durante o período da investigação, foram realizadas diligências em vários estados da Federação, como oitivas de vítimas no Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, demonstrando a complexidade que é a repressão de crimes cibernéticos.

“Tem sido um desafio para as Polícias Civis alcançar investigados que praticam crimes por meio de um telefone ou da internet. Mas, a PCPI tem se destacado nesse tipo de trabalho por todo o ano de 2020 e hoje, com o apoio operacional da Polícia Civil do Ceará e da Polícia Civil do Rio de janeiro foram cumpridos 05 mandados de prisão e 04 mandados de busca e apreensão”, informa ao Delegado Matheus Zanatta, chefe da Gerência de Polícia Especializada, unidade que prestou suporte à investigação. A ação policial também contou com o apoio da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

A Polícia Civil destaca a importância de que as pessoas que sejam vítima de clonagem de cartões de crédito e demais fraudes financeiras registrem o boletim de ocorrência. Esses dados são analisados e tabulados, gerando novas investigações e colaboração com demais polícias investigativas.

Segundo relatório de empresas de segurança especializadas em e-commerce, há uma tentativa de fraude a cada 5 segundos no comercio eletrônico brasileiro. Diversos jovens e pessoas com elevado padrão de vida têm se envolvido nessa prática.

Fonte: Ascom

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *