Polícia Civil deflagra operação para investigar fraudes em concurso público

0
Compartilhar

A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), e o Ministério Público do Piauí, através do GAECO e a Promotoria de Justiça de Cocal, deflagraram nesta quinta-feira (17) conjuntamente a 2ª Fase da Operação Dom Casmurro. 

De acordo com a Polícia Civil, estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva expedidos contra empresários, servidores públicos e demais integrantes do grupo criminoso que dirigia as empresas Instituto  Machado de Assis e Crescer Consultorias. A operação ocorre na cidade de Teresina. 

A Polícia Civil afirma que ficou comprovado que as referidas empresas e os implicados formavam o núcleo empresarial que atuava há mais de 10 anos no Piauí e em outros estados fraudando licitações e concursos públicos. Os investigadores descobriram que as licitações eram sempre direcionadas com o objetivo de contratar as duas empresas, que estavam em nome de pessoas interpostas (laranjas), mas eram operadas pelos líderes do grupo, os finais beneficiários dos recursos. 


Conforme a Polícia Civil, estão sendo cumpridos ainda mandados de sequestro contra o patrimônio dos investigados, todos já denunciados pelo Ministério Público acusados dos crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraude à licitações, em ação penal que tramita na Comarca de Cocal. 

Participam do trabalho equipes policiais civis da Depre, do Greco, Polinter e da Delegacia de Nazaria.

A Polícia Civil informou que dez pessoas foram presas até o momento.

Com informações da Ascom/PC
Foto: Divulgação

Postagens Relacionadas