Paraná, segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. Walter Faria, dono do Grupo Petrópolis, se entregou à Polícia Federal (PF), em Curitiba, por volta das 12h desta segunda-feira (5). Ele é alvo da 62ª fase da Operação Lava Jato e estava foragido desde o dia 31 de julho. O empresário e teve um mandado de prisão preventiva expedido.
Batizada de Rock City, a fase da operação mira o pagamento de propinas disfarçadas de doações eleitorais e operações de lavagem de dinheiro feitas pelo Grupo Petrópolis, da marca de cerveja Itaipava.
Além de Walter, também estão presos Vanuê Faria, Silvio Antunes Pelegrini, Maria Elena de Sousa e Cleber Faria. Naede de Almeida teve um mandado de prisão temporária expedido e está foragido. Vanuê e Cleber Faria são sobrinhos de Walter. O Grupo Petrópolis, conforme as investigações, teria auxiliado a Odebrecht a pagar propina por meio da troca de reais no Brasil por dólares em contas no exterior.
Condenado na Lava Jato, Palocci passa a cumprir pena no regime aberto
Ex-senador da Paraíba, ex-cônsul da Grécia e outras 8 pessoas viram réus na Lava Jato
Walter Faria se entregou na manhã desta segunda-feira (5), na sede da PF, em Curitiba
Adriana Justi/RPC
Caso Daniel: ‘Eu vi o Edison enforcando ele em cima da cama’, diz testemunha
Lucas Stumpf, conhecido como Lucas Mineiro, que é considerado pela polícia a principal testemunha do caso que investiga a morte do jogador Daniel Correia Freitas, disse que viu o assassino confesso Edison Brittes enforcando o jogador em cima da cama da esposa Cristiana Brittes e que ela pedia por socorro.
Mineiro já prestou depoimento à Justiça e foi a primeira pessoa a relatar o caso à polícia, um dia depois do crime, que ocorreu no dia 27 de outubro. Seis dos sete réus estão presos desde novembro. Evellyn Perusso, acusada de falso testemunho e denunciação caluniosa, é a única que responde ao processo em liberdade.
O jovem estava na comemoração do aniversário de 18 anos de Allana Brittes, que é filha de Edison, na casa noturna Shed, em Curitiba. Depois, Lucas foi um dos convidados para continuar a festa na casa da família. “No momento em que eu olhei pela janela, eu vi ele [Daniel] na cama sendo enforcado. Eu vi o Edison enforcando ele em cima da cama, batendo em cima da cama. Ele [Daniel] estava de cueca e camiseta”, contou Mineiro.
Lucas Mineiro é considerado pela polícia como a principal testemunha do caso que investiga a morte do jogador Daniel
Reprodução/RPC
Explosão em apartamento: dono do imóvel recebe alta do hospital
O dono do apartamento que explodiu, em Curitiba, Gabriel Araújo, recebeu alta na manhã desta segunda-feira (5). Ele estava internado no Hospital Evangélico Mackenzie desde 29 de junho, dia do acidente. Gabriel teve 30% do corpo queimado.
Além dele, outras duas pessoas ficaram feridas na explosão, que ocorreu no bairro Água Verde, durante uma impermeabilização de sofá. As paredes do apartamento desabaram, e as chamas tomaram conta dos cômodos. Mateus Lamb, de 11 anos, morreu após ser arremessado do sexto andar do prédio.
O funcionário da empresa Impeseg, Caio Santos, que foi responsável pela impermeabilização, recebeu alta em 22 de julho. Raquel Lamb, esposa do Gabriel Araújo, teve 55% do corpo queimado e continua internada.
Gabriel e Raquel estavam no apartamento que explodiu e pegou fogo
Reprodução/Facebook
Deputados aprovam reserva de 5% das vagas de trabalho para mulheres em obras públicas
Os deputados da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovaram, em primeiro turno, o projeto de lei que reserva 5% das vagas de trabalho para mulheres na construção de obras públicas. A votação, a primeira após o recesso parlamentar, foi na tarde desta segunda-feira (5).
Foram 47 votos à favor e dois contrários, conforme a Alep. Com a aprovação, editais de licitações públicas e contratos diretos para realização de obras devem constar a reserva mínima de vagas.
O texto determina que essa reserva vale para obras da administração direta e indireta. Para que a lei entre em vigor, precisa ainda ser aprovada em segunda votação e ser sancionada pelo governador do estado.
Votação dos projetos foi na tarde desta segunda-feira (5), na Assembleia Legislativa do Paraná
Dálie Felberg/Alep
PR tem 6,3 milhões de trabalhadores com direito a R$ 2,4 bilhões em saques do FGTS
Os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de contas ativas e inativas (do emprego atual ou dos anteriores) serão disponibilizados a 6,3 milhões de trabalhadores do Paraná, segundo a Caixa Econômica Federal.
O montante disponível para os saques no estado chega a R$ 2,4 bilhões. O calendário de saques, de até R$ 500, vai até 31 de março de 2020 e foi divulgado pela Caixa nesta segunda-feira (5). A liberação varia de acordo com a data de aniversário do trabalhador.
Ainda conforme a Caixa Econômica Federal, 4,2 milhões de trabalhadores paranaenses podem sacar ainda em 2019 um total de R$ 1,8 bilhão. Nos três primeiros meses de 2020, serão liberados R$ 626,5 milhões a 2,1 milhões de trabalhadores no Paraná.
Paraná tem 6,3 milhões de trabalhadores com direito a R$ 2,4 bilhões em saques do FGTS
Fabiana Figueiredo/G1
Curtas e rápidas
Corpo do piloto Ivan Possamai Júnior é velado em Cascavel
Suspeito de furto é resgatado por bombeiros após ficar preso em buraco de telhado durante fuga, em Rolândia
Mulher é morta a tiros pelo marido em Lindoeste, diz polícia
Justiça manda bloquear R$ 5 milhões de ex-vereador de Pinhais e mais oito pessoas
Câmara de Foz do Iguaçu recebe novo pedido de cassação da vereadora Anice Gazzaoui
Darci Siqueira consegue liminar para voltar para Câmara de Foz do Iguaçu
Suspeito de assassinar empresário em Maringá é indiciado por homicídio qualificado
Justiça Federal começa a ouvir os 98 réus da Operação Pecúlio/Nipoti
Agentes apreendem 61 celulares durante operação na Colônia Penal Agroindustrial
Motorista de aplicativo é preso usando farda falsa de policial em frente a batalhão da PM
Homem é esfaqueado por motorista de ônibus em briga de trânsito em Maringá, diz polícia
Vereadores de Santo Antônio da Platina aprovam reajuste de salários em segunda votação
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.