Oposição critica reprovação das contas da Prefeitura de Teresina

0
Compartilhar

A reprovação, por unanimidade, da prestação de contas referente ao ano de 2016 da Prefeitura de Teresina pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí foi muito comentada pela oposição do governo tucano. O vereador Edilberto Borges, o Dudu do PT, foi um dos que criticou o governo de Firmino Filho.

Segundo o vereador petista, o setor da educação apresentou serias inconsistências. Dudu fez questão de comentar o setor da educação para relacionar a área com o pré-candidato do PSDB, o ex-secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma.

O vereador fez questão de lembrar que por diversas oportunidades tentou ter acesso a tais informações, mas foi barrado pela base do prefeito. “Ingressamos com vários requerimentos na Câmara Municipal de Teresina pedindo a prestação de contas de 2016 na gestão da educação. Porém, a base do prefeito sempre negou esses dados. Então, procurei no sistema de controle do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) e os dados não estavam disponíveis porque não tinham ainda sido julgados. Provoquei o TCE-PI para que pudesse estar fornecendo essas informações, e ontem (23) o órgão por unanimidade reprovou as prestações de contas de 2016 da gestão do prefeito Firmino. Um dos pontos de questionamento foi a falta de aplicação de recursos na educação de Teresina”, falou Edilberto Borges.

Dudu ainda acrescenta que durante a pandemia os alunos ficaram sem o acompanhamento escolar adequado. E fez questão de criticar a administração de Kleber Montezuma na Secretaria Municipal de Educação.

“Agora em 2020 os alunos ficaram sem ter acesso as aulas online de março a junho porque a promessa do prefeito de dar um tablet para as crianças e os professores não foi cumprida. Isso demonstra a incapacidade do ex-secretário Kléber Montezuma e a falta de compromisso do prefeito Firmino, que na propaganda institucional utiliza a educação de Teresina como sendo a bandeira número 1.  O prefeito Firmino vai rebater aqui na Câmara dizendo que estamos politizando a questão. Mas, estamos falando de uma prestação de contas técnica que foi realizada por auditores independentes do TCE-PI e os conselheiros votaram por unanimidade pela reprovação de suas contas”, disse Dudu.

A pré-campanha eleitoral em Teresina demonstra como será o nível da disputa. A gestão do prefeito Firmino Filho deverá enfrentar, no mínimo, cinco candidatos que serão críticos adversários. A corrida pelo comando do Palácio da Cidade promete ser bem quente.

Fonte: parlamentopiaui.com.br

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *