Museu do Voto do TSE registra mais de mil visitas em 2019

Museu do TSE

Comunidade e alunos de escolas públicas e privadas do Distrito Federal conheceram o espaço, que voltará a receber visitas no dia 3 de fevereiro

O Museu do Voto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu, no último ano, um total de 1.013 visitantes. Destes, 383 foram cidadãos interessados em conhecer a história da Justiça Eleitoral, e 630 foram alunos de seis escolas das redes pública e privada de ensino do Distrito Federal que participaram do Programa Educativo do Museu.

O espaço, criado em 1996, está instalado no subsolo do edifício-sede da Corte Eleitoral, em Brasília, e abriga grande acervo, composto por itens que ajudam a resgatar a memória institucional, bem como a história das eleições no Brasil. Destacam-se aqueles mais diretamente relacionados à natureza do acervo, como títulos eleitorais e urnas convencionais, diplomas presidenciais, protótipos de máquinas de votar e urnas eletrônicas.

As exposições realizadas pela Corte Eleitoral têm o objetivo de explorar e aprofundar temas relacionados à história eleitoral brasileira e à memória institucional. A mais recente, que ainda está em cartaz, é a mostra “Eleições no Brasil: a Conquista da Transparência e da Legitimidade”. O acervo exposto apresenta traços do contexto do Brasil Colônia, do Império e de todas as fases da República.

Entre outras exposições que já estiveram em cartaz no Museu, estão a mostra “Voto no Brasil: Uma História de Exclusões e Inclusões” – por meio da qual o visitante pôde conhecer a evolução do direito e do exercício do voto no país – e “A saga da reinstalação da Justiça Eleitoral em 1945: história e cultura dos 70 anos da redemocratização no Brasil”.

Veja mais