Movimento Negro realiza protesto pela morte do pedreiro em blitz da PRF em Picos

0
Compartilhar

O Movimento Negro em Picos realizou nesta segunda-feira (8) protesto pela morte do pedreiro Jonilson Pereira, que foi morto com dois tiros após desviar de uma blitz da Polícia Rodoviária Federal. Participaram do protesto movimentos sociais e estudantis.

O diretor do Projeto Cultural Adimó, Mano Chagas, afirma que o objetivo da manifestação é dar mais voz aqueles que ficaram calados por muito tempo.

“Hoje não dá mais para ver um negro morrer e querer abafar ou justificar o caso. Independente da situação, Joílson era membro da sociedade, era trabalhador. Esse é o objetivo de manifestações como essa: dar voz aqueles que por muito tempo ficaram calados e clamar justiça por o pedreiro e por tantas outras vidas perdidas por preconceito”, explica.

O protesto ocorreu de forma pacífica, em um percurso que se deu início no Fórum e seguiu até a praça Josino Ferreira, quando manifestantes e movimentos sociais fizeram discurso pedindo Justiça e que o caso não caia nas estatísticas da impunidade.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *