Juventus perde de virada para o Hellas Verona no Italiano

0
Compartilhar

Muitas torcidas comemoram a derrota da Juventus por 2 a 1 para o Hellas Verona, neste sábado (8), pela 23ª rodada do Campeonato Italiano. A do Verona, obviamente, que viu seu time mostrar coragem e organização: dominou o grande favorito, não se abalou quando Cristiano Ronaldo abriu o placar, já no segundo tempo, e foi buscar a virada com gols de Borini e Pazzini, de pênalti, aos 40 minutos. Resultado que animou também os torcedores da Inter de Milão e da Lazio, os times que estão à caça da Juve. A equipe de Turim, que busca o nono título seguido, ainda é líder, mas os dois concorrentes têm chances de embolar a disputa se vencerem seus jogos no domingo.

O protagonista do primeiro tempo foi o time da casa, que não se intimidou com a vista da líder Juventus. O Verona não apenas tinha a posse de bola, como fazia uso objetivo dela, com muita inversão de jogo e movimentação no ataque. A pressão quase deu resultado aos 20 minutos, quando o zagueiro Kumbulla marcou de cabeça, mas o lance foi anulado, com apoio do VAR, por impedimento milimétrico. A Juventus atacou pouco, mas curiosamente teve dois lances perigosíssimos, em chute de Douglas Costa, no travessão, e Cristiano Ronaldo, na trave esquerda, aos 35. Apagado no início, CR7 cresceu nos minutos finais, no melhor momento da Juve na primeira etapa, e teve outras duas boas chances, incluindo uma cabeçada rente à trave esquerda do Verona.

Cristiano Ronaldo foi o único perigo da Juventus na partida. Foi o suficiente para o time visitante abrir o placar, aos 19 do segudo tempo: ele puxou o contra-ataque, tabelou com Bentancur, venceu a marcação de Rrahmani e bateu cruzado, sem chance para o goleiro Silvestri. Mas só um CR7 jogando em alto nível não bastou para a Juve segurar o ímpeto do Verona, que manteve a organização mesmo após sofrer o gol e chegou ao empate aos 30: Borini aproveitou desatenção da defesa e chutou cruzado, da esquerda. O Verona voltou a pressionar e conseguiu um pênalti apontado pelo VAR, que denunciou o toque no braço de Bonucci após cabeçada perigosa de Kumbulla. Pazzini bateu com perfeição e garantiu a vitória do Verona.

Fonte: globo.com
Imagem: Alberto Lingria/Reuters

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *