Tribunal de Justiça concede prisão domiciliar ao jornalista Arimateia Azevedo

4
Compartilhar

O desembargador Joaquim Dias Santana, do Tribunal de Justiça do Piauí, concedeu nesta quarta-feira (17) prisão domiciliar ao jornalista Arimateia Azevedo, do portal AZ, preso pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), acusado de extorsão a um médico em Teresina.

Na decisão, o magistrado destacou em sua decisão que entendeu “ser viável a concessão de medida alternativa à prisão, em razão da possibilidade de agravamento do estado geral de saúde do paciente e o alto risco de contágio dentro do presídio, tendo em vista que se trata de paciente com idade superior a 60 anos e portador de comorbidades”.

Soltura do professor Barreto
O professor Francisco de Assis Barreto, que foi preso juntamente com Arimateia, já havia conseguido o benefício de ficar em prisão domiciliar. A decisão foi dada, nessa terça-feira (16), pelo juiz Valdemir Ferreira dos Santos, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina.

A defesa apresentou documentos comprovando que o acusado sofre de problemas de saúde, como hipertensão arterial sistêmica, obesidade grau III e transtorno de ansiedade, o que o coloca no grupo de risco do novo coronavírus (covid-19).

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *