Jovem com Covid-19 morre após da à luz na Evangelina Rosa

0
Compartilhar

Uma jovem de 20 anos morreu vítima da Covid-19 na quarta-feira (10) na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), em Teresina. Ela havia sido diagnosticada com a doença e parto prematuro. O bebê do sexo masculino nasceu na 30ª semana de gestação, no dia 27 de maio. A mãe ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e não resistiu às complicações da doença.

A MDER emitiu uma nota e informou que a paciente recebeu toda assistência necessária e que ficou entubada durante 10 dias, em que apresentou uma melhora, mas não resistiu à doença. A paciente ficou durante 15 dias recebendo tratamento na maternidade. Esta é a primeira morte de paciente por Covid-19 na Maternidade Dona Evangelina Rosa.

A criança foi submetida ao teste e deu negativo para o novo coronavírus. Ele segue internado na Unidade Intensiva de Cuidados Intermediários (UTIN). Ao nascer, o menino ser internado na UTI Neonatal para respirar com a ajuda de aparelhos por ser prematuro. Atualmente, ele já respira sozinho e recebe leite humano do Banco de Leite. Quando ganhar o peso necessário, a criança receberá alta.

A morte da mãe não entrou nas estatísticas da Covid-19 dessa quarta-feira (10) e será divulgada no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) desta quinta-feira (11). O Piauí registra 300 mortes pela doença.

Veja a nota da MDER na íntegra:
A Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), lamenta informar o falecimento de sua primeira paciente vítima de complicações da COVID-19.

A jovem, 20 anos, de Teresina, deu entrada na Instituição no último dia 27 de maio com 30 semanas de gestação, teve um bebê do sexo masculino que testou negativo para doença. A mãe ficou intubada na UTI – COVID durante 10 dias, apesar de ter tido uma melhora, não resistiu à doença. A MDER ressalta que, durante os 15 dias que esteve em tratamento, a parturiente recebeu toda a assistência que necessitava.

O bebê segue internado na Unidade Intensiva de Cuidados Intermediários (UTIN), já que, por conta da prematuridade, precisou de ajuda para respirar quando nasceu e foi levado para a UTI. Já respira sozinho, está recebendo leite humano do Banco de Leite e ganhando peso.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *