Hamilton vence o GP da Turquia e conquista o sétimo título da Fórmula1

0
Compartilhar

Lewis Hamilton é o campeão da temporada 2020 da Fórmula 1 depois da vitória impressionante no Grande Prêmio da Turquia deste domingo (15). A pista molhada e a imprevisibilidade das condições climáticas foram um desafio extra para os pilotos.

Mesmo assim, Hamilton venceu e garantiu o heptacampeonato na Fórmula 1, igualando o recorde de Michael Schumacher.


Sergio Perez, da Racing Point, foi constante para terminar na segunda posição. Apesar da excelente posição de chegada do mexicano foi um dia frustrante para sua equipe. Lance Stroll largou na pole position e liderar até os estágios finais da corrida, mas uma parada nos boxes tirou a vitória das mãos do canadense, que foi obrigado a se contentar com a P9.

Sebastian Vettel completou o pódio em terceiro. Depois de ultrapassar seu companheiro de equipe na Ferrari na última volta, Charles Leclerc, o alemão voltou ao pódio neste final de semana. Leclerc foi o quarto colocado.

Carlos Sainz também mostrou sua habilidade para guiar em condições adversas e terminou na quinta posição para a McLaren.

Max Verstappen e Alexander Albon, a dupla de pilotos da Red Bull, terminaram em sexto e sétimo, respectivamente, depois de uma péssima largada do holandês. Ele ainda conseguiu se recuperar, mas em uma corrida repleta de erros por sua parte, terminou atrás das Ferrari na sexta posição. Albon recebeu a quadriculada imediatamente atrás do seu companheiro de equipe.



Na largada, Verstappen patinou e perdeu várias posições. Hamilton largou bem e depois da curva 1 era o terceiro colocado.

Ocon foi outro que fez uma bela largada. O francês dividiu a primeira curva com seu companheiro de equipe Ricciardo, mas foi tocado pelo australiano e rodou. Bottas estava imediatamente atrás e, na tentativa de evitar uma colisão com a Renault de Ocon, freou e também rodou, caindo para 17º.


Depois da boa largada, Hamilton rodou e caiu para a P6. Vettel, Verstappen e Albon ultrapassaram o britânico e eram o terceiro, quarto e quinto colocados, respectivamente.

Lá na frente, Stroll já abria cinco segundos de vantagem para o segundo colocado Perez. Para Vettel, que ocupava a terceira posição, a diferença chegou a 15 segundos na volta 6.

Hamilton dá as cartas

A pista secava lentamente, quando, na volta 8, Leclerc, Bottas e Vettel trocaram os pneus de chuva pesada para os intermediários. Hamilton também fez a troca uma volta depois e voltou em oitavo, imediatamente atrás de Vettel.

Hamilton rapidamente começou a tirar a diferença para os rivais. O piloto da Mercedes era quatro segundos mais rápido do que Vettel e pressionava o alemão na volta 12 pela quinta posição.

Albon fez sua parada na volta 13 e retornou à pista na sexta posição. Com isso, Stroll novamente era o líder seguido por Perez.


Na volta 14, Giovinazzi teve problemas em seu Alfa Romeo C39 e parou na brita. O Safety Car Virtual foi ativado. Uma volta depois o sinal verde foi dado.

Hamilton tentava ultrapassar Vettel de todas as maneiras, mas o piloto da Ferrari se defendia muito bem. O britânico espalhou algumas curvas depois e Albon não perdoou e faturou a quinta posição do piloto da Mercedes. Albon estava muito rápido e passou Vettel, assumindo a P4.



Red Bull voando

Na volta 17, Verstappen pressionava Perez pela segunda posição. A Red Bull parecia o carro mais rápido neste momento. Verstappen enfrentava certa dificuldade em se aproximar de Perez, enquanto isso Albon ia diminuindo a diferença para seu companheiro de equipe.

Verstappen partiu para cima de Perez, mas errou. O holandês foi para fora da pista e rodou. Com isso, Albon, Vettel e Hamilton ganharam a posição do piloto da Red Bull. Verstappen foi para os boxes depois da rodada, trocou os pneus e voltou em oitavo.


Albon tentava ultrapassar Perez na volta 24. A diferença entre os dois era de menos de um segundo, mas o mexicano se defendia muito bem.

A pista secava rapidamente, mas não o suficiente para os pneus slicks. Albon rodou na volta 34 e perdeu a terceira posição para Hamilton.



A última volta foi emocionante e resumiu bem toda a corrida. Leclerc partiu para cima de Perez e tomou a P2 no mexicano, mas errou quando faltavam três curvas para o final e foi superado pelo mexicano e também pelo seu companheiro de equipe na Ferrari Vettel.

Na bandeira quadriculada, Hamilton venceu com 31,6s de vantagem para o segundo colocado Perez. Vettel completou o pódio na terceira posição. Leclerc teve que se contentar com a quarta posição.

Sainz fez uma corrida espetacular para terminar na quinta posição à frente de Verstappen. Albon foi o sétimo. Norris, um decepcionado Stroll e Ricciardo completaram os 10 primeiros, respectivamente. A volta mais rápida da corrida foi de Norris, com 1:36.806s, para faturar o ponto extra da corrida.

Fonte: terra.com.br
Foto: Reuters

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *