Gravação da reunião entre Moro e Bolsonaro é entregue ao STF

7
Compartilhar
Ministro Celso de Mello mantém sigilo temporário do vídeo que registrou reunião com ministros

A Advogacia Geral da União (AGU) entregou ao Supremo Tribunal Federal a gravação da reunião entre o presidente da República Jair Bolsonaro e ministros do governo, dentre eles, Sérgio Moro. O material foi citado pelo ex-ministro da Justiça em depoimento à Polícia Federal. Celso de Mello, do STF decretou sigilo temporário do material até a manifestação do procurador-geral da República. Ainda segundo a AGU, o material foi entregue com a íntegra da reunião.


Sala onde deve ter ocorrido a reunião do Conselho de Ministros cuja gravação foi entregue ao STF.
Sala onde ocorre a reunião entre ministros e o presidente da República

Porém, antes de fazer o encaminhando ao STF do material gravado, a AGU tentou através de petições ao ministro do Supremo que reconsiderasse a ordem dada ao governo para encaminhar o material à Corte – isto é, para que a gravação não fosse entregue. Depois chegou a solicitar que somente parte dos registros fossem encaminhados e ainda que o STF estabelesse com antecedência as autoridades que seriam responsáveis pela guarda do material.

Celso de Mello determinou a entrega da gravação após o depoimento de Ségio Moro, no último dia 2, onde o ex-ministro relatou que na reunião do Conselho de Ministros, Bolsonaro cobrou a substituição do superintendente da PF no Rio de Janeiro e do então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, além de relatórios de inteligência e informação da Polícia Federal.

Foi decretado sigilo temporário sobre o material.

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *