Governo antecipa férias e suspende aulas da rede estadual por 15 dias

0
Compartilhar

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta segunda-feira (16), no Palácio de Karnak, com o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Jonas Moura; com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, com o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, e com o secretário de Estado do Governo, Osmar Júnior, com o objetivo de anunciar as medidas integradas adotadas e as ações que serão desenvolvidas pelo Estado por conta da pandemia do novo coronavírus. O chefe do executivo piauiense suspendeu as aulas da rede pública estadual de ensino e estabeleceu regras para realização de eventos com aglomeração de pessoas. Ainda nesta segunda-feira, será publicando um decreto que estabelece a antecipação das férias na rede estadual de ensino, integrando com os municípios e a rede privada.

Veja aqui o Decreto 18.884 de 16 03 2020

De acordo com Wellington, a orientação não é motivo para pânico, mas há a necessidade de trabalhar ações de prevenção junto aos municípios. “É preciso agora muita responsabilidade e, ao mesmo tempo, também trabalhar com aquilo que já se conhece sobre o coronavírus. Fizemos uma importante agenda com o prefeito Jonas Moura, a fim de fazer uma integração maior com os municípios. Daqui para frente, teremos um sistema de ampliação da qualificação de pessoal semanal, especialmente da área de Saúde, para a necessidade de trabalhar o tema em cada município. A Secretaria da Saúde vai disponibilizar uma videoaula, na qual tecnicamente se coloca o passo a passo para a forma correta de trabalhar, desde a parte ambulatorial até a parte clínica. Ao mesmo tempo, queremos trabalhar, em cada município, para que as pessoas com esse conhecimento possam ocupar os meios de comunicação e repassar as informações corretas para a população”, afirmou Dias.

O presidente da APPM mostrou-se preocupado com a situação e confiante de que, com o apoio do Governo do Estado, os municípios estarão preparados. “A intenção é que a gente possa alinhar as ações do governo federal e Governo do Estado junto aos municípios. Tive a iniciativa de pedir ao governador essa conversa exatamente para estarmos atualizados, saber como vamos proceder. Definimos com o secretário da Saúde as teleconferências toda semana, além do fornecimento de material básico para aqueles que estarão na linha de frente do atendimento e também, já aproveitando a presença do secretário Rafael Fonteles, para nos juntarmos ao Fórum de Governadores e à Confederação uma forma de nos prevenirmos na questão financeira. Obviamente, a questão em pauta aqui é a Saúde, mas a questão financeira vem como consequência desse problema. Então, estamos confiantes de que o Piauí vai enfrentar isso de cabeça erguida”, frisou Jonas Moura.

O secretário de Estado de Governo, Osmar Júnior, reiterou as orientações contidas no decreto. “Estabelecemos ações governamentais, mas que dependem principalmente do comportamento das pessoas. Essas restrições indicadas partem, primeiro, da própria administração pública, onde estão suspensos todos os eventos que reúnam mais de 50 pessoas em um local fechado, e que suspende também eventos em locais aberto com mais de cem pessoas em locais abertos promovidos pelos Governo do Estado, recomendação que se estende a eventos promovidos tanto pelos órgãos públicos quanto por empresas privadas. Ficou decidida ainda a suspensão das atividades de ensino na rede pública estadual como uma medida de reduzir o contato entre as pessoas. Por fim, há no decreto a recomendação em relação aos procedimentos nos órgãos públicos e também de orientação para as pessoas. Essas são medidas que visam combater a expansão da contaminação”, afirmou o gestor.

Comitê Emergencial
O Estado conta com um comitê emergencial formado por algumas secretarias e coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde. “Entendemos que estamos diante de uma pandemia, uma emergência internacional, que é preciso que o governo todo esteja se movimentando no sentido de auxiliar na condução desse processo”, disse Florentino Neto. O gestor falou também sobre as férias antecipadas contidas o decreto. “Foi decidido que o decreto traz a suspensão do período de aulas. Estamos antecipando por 15 dias o período de férias. Havendo necessidade, podemos até prorrogar esse prazo. Também estamos aqui com o decreto que disciplina a realização de eventos públicos em ambientes fechados. Havendo a necessidade de realização de um evento, que seja em espaço aberto, podemos chegar até cem pessoas”, ressaltou o secretário.

O governador recomendou que a rede privada e de ensino superior também suspendam as aulas temporariamente. “A partir daquilo que estabelecemos em decreto, ou seja, assim como o Estado, os municípios estão trabalhando para antecipação, inicialmente por 15 dias, das férias na rede escolar e recomendamos também à rede federal e à rede privada, inclusive ensino superior, para que tenhamos, assim, um forte componente nesta área da prevenção”, reiterou Wellington.

Ccom

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *