Francisco, pai de Zezé di Camargo e Luciano, morre aos 83 anos

0
Compartilhar

Francisco José de Camargo, pai de Zezé di Camargo e Luciano, morreu na noite de segunda-feira (23), em um hospital particular em Goiânia (GO). A informação foi confirmada pela assessoria da dupla sertaneja.

O corpo, ainda de acordo com a assessoria, será velado a partir das 10h de hoje, e o enterro acontece a partir das 17h no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia (GO).

Francisco, personagem central da cineobiografia da dupla sertaneja, “Dois Filhos de Francisco”, foi submetido a uma cirurgia emergencial no último dia 14, em razão de um sangramento na parte baixa do intestino grosso.

Leia na íntegra o comunicado da assessoria de Zezé Di Camargo e Luciano sobre a perda, divulgado na manhã de hoje:

Nascido em Sítio Novo, no interior de Goiás, o homem que um dia presenteou os colegas de trabalho da obra, na construção civil, com fichas telefônicas, sob a condição de que eles usassem as moedas para ligar na principal rádio de Goiânia pedindo pela canção chamada “É o Amor”), despediu-se de nós, nesta segunda feira (23), aos 83 anos, com a sensação de dever mais do que cumprido.

Desde que começou a multiplicar filhos com Dona Helena, “seu Francisco” preparava com afinco a dupla sertaneja com que tanto sonhava. Primeiro fez de Emival, o segundo filho, par de Mirosmar, o primogênito, mas, quis o destino que Emival saísse de cena precocemente. Só muitos anos depois, o Seu Francisco foi ver Mirosmar alinhado com o Welson David, ambos atendendo já como Zezé Di Camargo e Luciano.

A essa altura, o amor já era algo que mexia com a nossa cabeça e o nosso coração, e fazia a gente “entender que a vida é nada sem você”. Neste momento, diante da partida do pai, os filhos todos de Francisco – Mirosmar José, Emmanoel José, Marlene, Wellington, Walter, Welson David, Werlei e Luciele entoam justamente esse verso, certos de que a vida não seria nada sem ele e a parceria da mãe, a guerreira dona Helena, que tem amparado os filhos e netos com uma força descomunal.

De origem extremamente humilde, Seu Francisco viveu bem e o bastante para experimentar a maior das dores – a perda de um filho – e a mais gratificante das vitórias, que é o alcance do êxito absoluto dos filhos. Teve sua história contada em filme visto por a grande consagração dos filhos. Ainda há poucos dias, contabilizaram-lhe, em uma mesa, os quase 7 milhões de pessoas que foram assistir a esse enredo só no cinema. Salve!

O pai do Seu Francisco chamava-se Onofre Francisco. Ele pensava que Francisco fosse sobrenome e foi batizando todos os filhos com Francisco: Vicente Francisco, Liberato Francisco… O impasse se deu quando quis batizar um deles justamente com o nome de Francisco. Não podia ser Francisco Francisco. E então ficou Francisco José, acrescido de Camargo. E assim ele formou com honra o clã que todos amam.

Foi embora um homem simples, que deixou um grande exemplo de superação com um legado de honestidade!

Fonte: Folhapress
Foto: Divulgação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *