Flamengo acerta a contratação de Domènec Torrent

0
Compartilhar

Domènec Torrent, ex-auxiliar de Pep Guardiola, assinou contrato com o Flamengo nesta sexta-feira, em Barcelona, após ter resolvido as últimas pendências. Ele chega para substituir o multicampeão Jorge Jesus.

O vínculo vai até o fim do mandato de Rodolfo Landim, em dezembro de 2021. O catalão e sua comissão vão receber, ao todo, 2,25 milhões de euros (cerca de R$ 13,7 milhões na cotação atual).

Este será o segundo trabalho de Torrent como treinador desde que deixou de ser assistente de Guardiola. Antes, comandou o New York City FC, da MLS, entre 2018 e 2019. No Flamengo, terá a oportunidade de se livrar de vez do selo de auxiliar. Em seu currículo, Dome tem também trabalhos por Palamós, Palafrugell e Girona, clubes da Catalunha, antes de conhecer Guardiola.

O acerto entre as partes aconteceu no início da semana. Desde então, detalhes burocráticos impediram a oficialização de forma mais rápida. Os últimos dias foram utilizados para a revisão do contrato e para solucionar pequenas pendências antes da assinatura.

Negociação em uma semana
Do flerte ao relacionamento sério, a última semana foi de troca de olhares e muita conversa. O primeiro contato direto aconteceu por telefone, com Marcos Braz. Após reunião em Madri no último sábado, já com a presença do diretor Bruno Spindel, a negociação teve início de fato na última terça-feira

A negociação foi conduzida em parceria com o empresário Carlos Leite. Dome, como costuma ser chamado pelos jogadores, terá a companhia de três auxiliares espanhóis na comissão técnica. Jordi Guerrero será o auxiliar técnico, e Jordi Gris, o analista de desempenho. Haverá ainda a chegada de um preparador físico.

Além do salário, houve ainda um pomposo acordo de premiações por metas, em processo similar ao que aconteceu com Jorge Jesus.

Diretoria inicia trâmites burocráticos
Pesou a favor de Domènec Torrent o desejo do próprio espanhol em abraçar o projeto rubro-negro. Primeiro a ter contato direto, ele viu a diretoria conversar ainda com Fernando Hierro e os portugueses Carlos Carvalhal e José Peseiro.

Nenhum deles, no entanto, se engajou tanto quanto Dome, que se mostrou interessado em manter o legado de Jorge Jesus e adaptar aos poucos seus conceitos de jogo ao Flamengo. A diretoria não abre mão de um estilo ofensivo e agressivo.

Fonte: globo.com
Imagem: Reprodução/Facebook

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *