Firmino Filho se revolta com abertura clandestina de comércios em Teresina

8
Compartilhar

Alguns empresários têm feito apelos e protestos pela reabertura do comércio em Teresina. Outros, para sobreviver, abrem suas lojas de forma “clandestina”, burlando as duras regras impostas pela prefeitura de Teresina. Em meio a essa disputa, arbitrariedades já foram cometidas por fiscais e pela força policial, como o caso de um pequeno empresário que, após ser algemado, passou mal.

Insensível aos apelos de quem precisa trabalhar para garantir o sustento, mas dizendo-se sensível às questão das consequências para a saúde da população que traria o fim do isolamento social diante da pandemina do coronavírus, o prefeito Firmino Filho tem endurecido o tom das suas mensagens sobre o assunto.

É necessário reafirmar nosso compromisso com a vida. Repito o que já disse. Os economistas sabem como ressuscitar uma economia, sabem como reerguer uma firma. Mas os médicos não sabem como ressuscitar uma vida”,

Firmino Filho

O governo do estado e a prefeitura de Teresina editaram decretos para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Policiais fazem abordagens. Escolas e praticamente todo o comércio e serviços públicos suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

“Muitas pessoas preocupadas com suas empresas. Entendemos. Mas é buscando salvar empresa nesse momento, que elas vão terminar matando as pessoas. A responsabilidade é de todos e, nessa crise, ela precisa ser inegociável”

Finalizou Firmino.

Da Redação
Com informações do G1 Piauí

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *