Ex-prefeito do Piauí é preso no Pará por triplo homicídio

4
Compartilhar

Máximo Ribeiro de Sá, condenado a nove anos de prisão em regime fechado pela Justiça do Piauí por triplo homicídio, foi preso nesta sexta-feira (19) no Estado do Pará durante a operação policial intitulada ‘Força Amiga’, realizada numa parceria entre a Polícia Civil do Piauí e do Pará.

Máximo é ex-gestor do município de Flores do Piauí, onde teria assassinado três pessoas em 1994, ou seja, há 26 anos. Ele foi preso na cidade de Jacareacanga, região Sudeste do Pará. De acordo com a investigação, Máximo matou Yure Gargarim de Oliveira Rego, de 23 anos, José Vasconcelos de Oliveira Rego, de 22 anos, e Carlos Marcelo Vieira, de 24 anos, que eram da mesma família na região.

O crime contou ainda com a ajuda do ex-vereador Sonaldo da Costa Moura e foi motivado por intrigas políticas entre as famílias Miranda e Oliveira na cidade.

Nota Polícia Civil do Pará
Na data de hoje, a PC PA, através do DPC RENNAN VIANNA e IPC JOAO CEZAR HUZYK, realizaram a operação FORÇA AMIGA, integrada com a PC PI, através do DPC FERDINANDO, deram cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva da ação penal n° 0000004-04.1994.8.18.0056 em desfavor do ex-prefeito da cidade de Flores/PI MÁXIMO RIBEIRO DE SÁ, por ter sido condenado por triplo homicídio naquela cidade, e o foragido estava escuso na cidade de Jacareacanga/PA, que os crimes ocorreram no dia 23.01.1994, ou seja há mais de 26 anos atrás, quando o preso era o prefeito do município, o qual praticou os crimes na companhia de um outro indivíduo. Às vítimas eram da mesma família, sendo dois irmãos e um tio destes.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *