Evaldo Gomes diz que o Solidariedade vai reivindicar a vaga de vice na chapa da situação

O presidente do Diretório Regional do Solidariedade do Piauí, deputado estadual Evaldo Gomes, confirmou nesta quarta-feira (31) que o partido segue unido com o prefeito de Teresina e que a tendência é continuar com esse apoio. Inclusive Evaldo Gomes acrescentou que o Solidariedade vai postular uma vaga de vice-prefeito na chapa da situação nas eleições do próximo ano.

“Olha há um entendimento com os nossos companheiros de partido para continuar apoiando a prefeitura de Teresina. A grande maioria quer estar com o prefeito Firmino Filho no ano que vem. Essa já é uma decisão tomada num entendimento entre a direção estadual e a municipal e a nossa bancada de vereadores na Câmara Municipal. Além disso, nós temos uma participação na administração do município. Eu digo mais: nós vamos reivindicar a vaga de vice-prefeito na chapa da situação”, afirma.

Segundo o deputado Evaldo Gomes, o Solidariedade deseja chegar em 2020 com cinco ou seis vereadores na Câmara Municipal e se tornar uma bancada forte na Câmara.

“A nossa tendência é chegar no ano que vem tendo uma bancada de cinco a seis vereadores no próximo ano. Estamos dialogando. Eu acho que é uma tendência muito grande ser uns dos partidos mais fortes na Câmara Municipal. Se a gente conseguir alinhar o discurso e manter uma unidade, como já é de praxe. O Solidariedade sobre o nosso comando, com certeza, tem tudo pra indicar um vice. Temos uma deputada federal, temos representatividade na Assembleia Legislativa e um partido com cinco e seis vereadores na Câmara Municipal nos cacifa para que a gente possa ter um candidato a vice-prefeito na chapa da situação”, prevê.

Evaldo Gomes concorda com o posicionamento do prefeito Firmino Filho de que o momento agora é de administrar a cidade, deixando debate eleitoral para o próximo ano.

“Definir o nome de candidato a prefeito neste momento é antecipar o processo eleitoral. O prefeito diz que o momento é de administrar a cidade. Ele tem feito isso muito bem. Então é esperar o momento certo. Nós não temos nenhuma pressa. Há 15 dias eu estive com o prefeito Firmino Filho. Acho que esse posicionamento dele de tomar uma decisão no momento certo tem o nosso apoio. Eu externei isso ao prefeito”, explica.

Orlando Dias
Do Diário do Povo