Em ação pioneira, governador Wilson Witzel cria secretaria de apoio às vítimas de violência e pessoas com deficiências

2
Compartilhar

Numa ação inédita em todo país, o Governo do Estado do Rio de Janeiro criou a em agosto de 2019 a Secretaria de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência. A pasta tem o objetivo de coordenar e operacionalizar as políticas para agentes públicos de segurança pública e seus familiares que foram vítimas de violência. Além disso, a proteção e promoção dos direitos das pessoas portadoras de deficiência também estão descritas como atuação da Secretaria.

A secretária de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência é a tenente-coronel da Polícia Militar Priscilla Azevedo, que foi a primeira comandante de uma Unidade de Polícia Pacificadora, a da comunidade do Santa Marta, entre os anos de 2008 e 2011.

Wilson Witzel2
Governador Wilson Witzel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, ressaltou a importância da Secretaria de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência.

“Nossa Secretaria de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência está agindo para dar apoio às vítimas de violência, às famílias das vítimas e, também não poderia deixar de ser diferente, estamos acolhendo a família de pessoas vítimas de violência urbana. É preciso ajudar as pessoas que, em algum momento da sua vida, não puderam ter mais um teto ou um emprego”, frisa.

O governador acrescentou que a secretaria terá o foco nas famílias dos militares e nas pessoas com deficiências e a população vítima de violência urbana

“A secretaria vai beneficiar não apenas o policial, o bombeiro e suas famílias, mas também pessoas com deficiência e a população . Vamos acolher essas pessoas e devolver a dignidade a elas. Além disso, é fundamental cuidar das vítimas da violência, que perderam seus entes queridos. A ideia é, a partir dos próximos três anos, consolidar a Secretaria”, disse o governador.

A secretária de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficência, tenente-coronel Priscila Azevedo, afirmou que a sua pasta tem a missão de cuidar de pessoas.

“Esta pasta é de extrema importância e tem o objetivo de cuidar das pessoas, independentemente de serem mais ou menos valorosas. Não há vidas que tenham mais ou menos valor”, pontuou a tenente-coronel Priscilla.

Wilson Witzel
Governador Wilson Witzel dá posse à secretária Priscila Azevedo

Em 2012, a secretária Priscila Azevedo recebeu o Prêmio Internacional Mulheres de Coragem 2012, oferecido pelo governo americano, entregue por Hillary Clinton e Michelle Obama. Em 2014, assumiu o comando da UPP da Rocinha. A oficial da PM ingressou na corporação em 1998.

Queda no número de homicídios
Números da violência no Rio divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) confirmam a tendência que já vinha sendo apontada desde o início do governo Witzel: a redução do número de homicídios em geral, inclusive de policiais, e o aumento do número de civis mortos por policiais.

O consolidado dos últimos seis meses revela que os crimes contra a vida registraram uma queda de 23% em relação ao mesmo período do ano passado – foram 608 homicídios a menos. No primeiro semestre de 2019, as mortes de policiais civis e militares em serviço e de folga caíram 54% em relação ao primeiro semestre de 2018. Nesse período, 31 agentes foram mortos, contra 67 no ano passado.

Em compensação, as mortes de civis vítimas de agentes do estado aumentaram 15% entre janeiro e junho deste ano. Foram 881 mortos este ano contra 764 no ano passado.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *