Demora na entrega da duplicação de BRs no Piauí se deve a modelo de contrato, diz Wellington Dias | Piauí

Wellington Dias contou, como exemplo, que houve cinco mudanças na escolha da empresa responsável pela duplicação da BR-343 e que isso prejudica o andamento das obras. Além disso, ele negou que haja atraso no repassa de recursos às empresas.

O gestor criticou a burocratização do poder público e revelou que, por este motivo, está recorrendo a Parcerias-Público-Privadas (PPPs). Wellington Dias pontuou que o foco da reforma administrativa proposta pelo Governo Federal deve ser a desburocratização.

“Para eu poder contratar uma empresa, eu gasto pelo menos dois anos. Por isso que eu estou indo para o modelo de Parceria-Público-Privada. Outro dia, uma adutora que rompeu. Se aquilo fosse em um modelo público, quantos dias levaríamos para dar solução? Então, há a necessidade da gente cumprir a legislação, aplicando corretamente os recursos públicos com honestidade e agilidade. É isso que eu acho que tem que acontecer na reforma administrativa”, contou.

Obras estão atrasadas há mais de 7 anos


Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *