Covid-19: Governador Wellington Dias vai se reunir com comitê para avaliar decreto

0
Compartilhar

O governador Wellington Dias afirmou nesta sexta-feira (27) que reforçou novas medidas de combate ao coronavírus no Piauí. De acordo com o governador, a prioridade é a vida e que por isso vai manter os pontos do decreto de calamidade. No entanto, governador acrescentou que o momento é de controle no coronavírus no estado e que na segunda-feira (30) vai se reunir com o comitê, quando possivelmente adotará mudanças no decreto.

“Nós estamos vivendo um momento que tem outras doenças no estado junto com o coronavírus, como a dengue, H1N1, a influenza, sendo que essas doenças têm vacinação. Mas, claro, que o desconhecido é coronavírus”, afirma.

Sobre a economia, o governador afirmou que o fechamento do comércio e de empresas é para que não se tenha um colapso no sistema de saúde.

“A economia nos temos que lidar numa dosagem adequada em que de um lado aquilo que fazemos de isolamento social permita que a gente não tenha o número muito grande de pessoas sendo contaminadas por coronavírus e que gere um colapso no sistema de saúde. Esse é o limite. Qual é a dosagem adotada? Começamos de um ponto que se retira atividades, como cinema e outras atividades que estão previstas no decreto. Vamos manter e seguindo o conhecimento da ciência, cumprindo regras da Organização Mundial da Saúde (OMS)”, frisa.

Segundo o governador, o decreto tem um prazo de 15 dias e na segunda segunda-feira vai se reunir com o comitê para tomar uma decisão.

“Na segunda-feira (30), vou tomar a decisão sobre o decreto, que demos um prazo de 15 dias. O ciclo do coronavírus é de 14 dias. Então, estamos trabalhando para deter o coronavírus, reduzir e isso deu resultado positivo”, explica.

O governador Wellington Dias criticou as pressões que vêm sofrendo por causa do fechamento do comércio e das empresas

“Eu sei o tamanho da minha responsabilidade e tenho que liderar esse processo no estado. Estou trabalhando em sintonia, governo, estado e municípios, governo federal, todas as áreas. Agora, vamos esquecer qualquer divergência, política ou qualquer outra. Vamos focar no nosso inimigo comum: o coronavírus. Vamos vencer e estamos vencendo. Se Deus quiser, vamos vencer. Vamos trabalhar com muita responsabilidade e não vamos tomar nenhuma decisão demagógica, nenhuma decisão política-eleitoreira. Não trabalhamos com pressão, de onde quer que seja. Vamos trabalhar com bom senso, responsabilidade, razão, mas centrado no conhecimento científico. Vamos tomar uma decisão segunda-feira que com certeza haverá alguma alteração. A situação já não é a mais a mesma de 29 de janeiro, nem a mesma do começo de fevereiro e nem a mesma da semana passada. A situação é boa, de razoável estabilidade do Piauí, finaliza.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *