Covid-19: Governador decide não flexibilizar outros setores da economia

4
Compartilhar

O governador Wellington Dias (PT) afirmou nesta segunda-feira (15) que o governo não vai ampliar as medidas de reabertura das atividades econômicas. De acordo com o governador, a decisão foi tomada após a sexta etapa da pesquisa epidemológica apontar um crescimento na taxa de infectados e no número de mortes.

Com a decisão, novas áreas não serão abertas, sendo que os protocolos na áreas de de construção civil, serviços de saúde e automotivos seguem em discussão.

“A pesquisa não mostra que houve recuo na curva de pessoas infectadas com o coronavírus e o estado não conseguiu avançar no crescimento do número de leitos de UTI. Com isso, o governo não ampliará, no momento, o processo de reabertura econômica. Serão mantidos os protocolos já estabelecidos. Porém, novas áreas não possuem data de abertura”, afirmou o governador.

A taxa de infectados que havia caído de 1,83 para 1,32 da quarta para a quinta etapa da pesquisa, voltou a subir para 1,53. A meta de óbitos que era de 300, chegou a 374. O número de pessoas em fase de transmissão é de 14 mil pessoas. São 134 mil pessoas infectadas de acordo com a pesquisa. O número de subnotificações é de 15 vezes maior que os dados oficiais, registrando uma queda, já que o passado era de 18 vezes maior.

Na próxima segunda-feira (22), o COE – Centro de Operações em Emergências – vai se reunir para  traçar um panorama da situação dos casos de covid-19.

“No dia 22 fica marcada uma nova reunião, e peço à população o cumprimento das medidas de isolamento, o uso da máscara, medidas de higiene, fazer ainda um apelo aos municípios que levem em conta os protocolos baseados numa equipe técnica, sem que há pressões diversas, mas sempre temos que colocar a vida em primeiro lugar”, disse.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *