‘Corre o risco e assume esse risco’, diz comandante da PM sobre caso de turista estuprada em praia na Bahia | Bahia

O tenente-coronel Eurico Filho Silva Costa, comandante da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (Itapuã), disse em entrevista para o programa Bahia Meio Dia, da TV Bahia, nesta sexta-feira (10), que a turista que foi estuprada em uma praia do bairro de Itapuã, em Salvador, disse que a vítima assumiu o risco de sofrer o assalto ao ir para um local sem policiamento, à noite.

“Eu peço a população que não faça isso, vai para os locais onde tenha público, onde tenha policiamento, que temos 320 mil pessoas para cuidar durante esse verão. Se a pessoa sai da linha em um ambiente que não tem policiamento, ela corre o risco e assume esse risco, como esse aconteceu, que torno a dizer, é pontual”, concluiu.

O comandante da 15ª CIPM afirmou que o caso da turista foi pontual. “Foi um crime pontual, eu peço a população que não adote um comportamento de risco, ir em uma praia após 19h, sem policiamento, sem população, sem visibilidade, sem nada. É um comportamento que a pessoa sabota a si própria”, disse o tenente-coronel Eurico Filho Silva Costa.

A vítima e o namorado, que também é do Piauí, foram assaltados na noite da última terça-feira (7), enquanto estavam sentados nas pedras de uma das praias de Itapuã.

Um suspeito de estuprar a jovem turista se apresentou à polícia na manhã desta sexta. O homem foi à Delegacia de Itapuã acompanhado de um advogado, e foi encaminhado para a Delegacia de Proteção ao Turista, no Centro Histórico de Salvador, onde foi ouvido pela polícia. Não há detalhes sobre o depoimento dele.

De acordo com o tenente-coronel Eurico Filho Silva Costa, outro suspeito de participação no assalto ao casal foi preso também nesta sexta. O homem foi agredido por populares no bairro de Sussuarana, depois de realizar assaltos na região.

Ele foi socorrido e levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde segue custodiado. Não há detalhes do estado de saúde dele.

A praia onde ocorreu o assalto fica em uma região de bares, restaurantes e perto do monumento da Sereia de Itapuã. Além disso, a praia fica próxima ao hotel onde os dois estavam hospedados.

Conforme relataram as vítimas, que preferiram não se identificar, após o anúncio do assalto, os bandidos ordenaram que o homem voltasse ao hotel onde estava hospedado para pegar dinheiro. O homem fingiu atender ao pedido, mas foi procurar ajuda na delegacia de Itapuã.

Foi neste período que um dos bandidos estuprou a mulher e o outro fugiu com os cartões e celular roubados.

Após o estupro, a vítima passou mal e o suspeito foi em um condomínio da região pegar água para a mulher. A vítima contou que, durante todo tempo, o bandido a ameaçou, e que só foi liberada depois de algum tempo, quando pediu ajuda em outro hotel da região e foi acolhida por uma mulher.

A jovem recebeu atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itapuã, pois, além do estupro, ela bateu um do joelhos na pedra, e passou por exame no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.


Comments

  • Sr.Eurico Filho Silva Costa, talvez o senhor não tenha percebido o quanto sua “covardia” e “preguiça” conseguiu ser expressa em sua declaração.
    Sua missão é uma só : “Correr atrás de bandido “.
    Seu salário, diga-se de passagem um excelente salário atualmente, é pago pela população para o senhor trabalhar.
    O Brasil exigi a sua exoneração e processo sobre suas ações.
    “IMAGINA COM É O COTIDIANO DESTE CIDADÃO ?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *