Consulta pública mostra que 53,62% da população é favorável à retomada das atividades não essenciais

0
Compartilhar

A Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE/PI), por meio da Ouvidoria-Geral do Estado, consolidou os dados obtidos através da Consulta Pública realizada nesta semana para coletar contribuições da sociedade piauiense quanto ao processo de execução da retomada das atividades não essenciais no estado.

No relatório, a CGE mostrou que das 1.147 contribuições recebidas, a reabertura das atividades não essenciais no Estado do Piauí é favorável para 53,62% (615 pessoas) dos votantes. Já 46,38% (532 pessoas) afirmaram ser desfavoráveis ao retorno das atividades não essenciais.

Segundo relatório, a maior parte das contribuições (63,88%) vieram do segmento consumidor (pessoa física) e em segundo lugar do segmento Entidade de Classe ou Categoria Profissional (12,78%).

Dos 695 consumidores que participaram da consulta, 366 votaram favoráveis ao retorno das atividades, enquanto 329 votaram desfavoráveis. Dos 139 representantes das entidades de classe ou categoria profissional, 74 votaram desfavoráveis e 65 foram favoráveis. Já as respostas do segmento Empresário ou Proprietário de Estabelecimento Empresarial (83 participações), 70 foram favoráveis, 13 desfavoráveis.

Também foram coletadas opiniões (subjetivas) sobre aspectos relacionados às recomendações ao empregador/proprietário/gestor, aos trabalhadores e aos clientes, bem como precauções higiênico-sanitárias específicas.

“Tivemos muitas sugestões, mas a maioria não relacionada à minuta do Protocolo em si. Houve opiniões, em termos gerais, quanto ao retorno das atividades e sugestões sobre atividades que já estão ocorrendo. A consulta pública foi publicada pelo governador e será um ponto importante na avaliação da melhor maneira para o retorno das atividades no Estado do Piauí”, explicou o Gerente de Tecnologia da Informação da CGE, Alan Soares.

O resultado deste relatório vai contribuir para melhorar o Protocolo Geral de Recomendações Higiênico-Sanitárias com Enfoque Ocupacional frente à Pandemia, produzido pelo Governo do Estado que visa atender a todos os setores da economia.

De acordo com Ouvidora-Geral do Estado, Soraya Castelo Branco, essa consulta pública foi uma forma democrática que o estado disponibilizou para ouvir a população.

“A Consulta Pública foi muito oportuna e neste momento delicado, precisamos construir juntos, com a participação da sociedade. Então essa foi uma forma democrática e transparente que o Estado disponibilizou para que a população pudesse participar, dar seu ponto de vista, opinião e sugestão a respeito do protocolo, um documento muito importante que vai fazer parte do plano de retomada organizada e segura do Estado do Piauí às suas atividades não essenciais”.

Clique aqui e confira o Relatório completo

Da Redação
Fonte: CGE/Ascom

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *