Conselho Tutelar afasta criança de 12 anos grávida de abusador

0
Compartilhar

O Conselho Tutelar da Zona Leste afastou do lar uma criança de 12 anos, que está grávida de sete meses e estaria sendo agredida pelo abusador. Ela vivia maritalmente com ele. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (27) pela TV Cidade Veder, no programa Notícia da Manhã.

De acordo com o conselheiro Ivan Castro, o conselho foi acionado pelas supostas agressões, ao chegar no local constatou que ela estava grávida.

“Ontem foi acionado para averiguar uma possível agressão a uma adolescente e chegando lá, o Conselho de fato constatou que a adolescente de 12 anos estava grávida e vivendo sob o mesmo teto com o abusador. Mantinha um relacionamento com ele, que conforme código penal, caracteriza abuso de vulnerável. É triste e lamentável uma situação dessas”, afirmou.

Ele disse que a família da criança sabia o relacionamento e alegava que “estava dando um teto para eles criarem o bebê”.

Ivan Castro lamentou a conduta dos órgãos de saúde que acompanham a garota e chamou de “desrespeito” não informarem a situação ao Conselho Tutelar.

“Uma adolescente de 12 anos está grávida de sete meses é muito triste. Queria lamentar porque os gestores da área da saúde foram omissos, porque se a adolescente está gravida de sete meses, fez seu pré-natal e nenhum dos órgãos comunicou ao Conselho Tutelar. Ou seja, foram omissos, desrespeitaram o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e se nós, há sete meses, tivéssemos tomado conhecimento, a situação talvez seria outra, porque hoje não tem mais como fazer aborto, com sete meses de gravidez”, destacou o conselheiro. A criança foi afastada do lar e está recebendo o apoio do Conselho Tutelar.

Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *