Ciro se diz surpreso com rompimento, mas afirma que está livre pra fiscalizar o governo

0
Compartilhar

O senador Ciro Nogueira (Progressista) se pronunciou nesta quinta-feira (6) sobre o rompimento da base aliada anunciado pelo governador Wellington Dias. O senador afirmou que foi surpreendido com as declarações do governador na imprensa piauiense de que faria parte da oposição. No entanto, afirma que agora  está livre para fiscalizar o governo

“Meus amigos, eu fui surpreendido com as declarações do governador Wellington Dias na imprensa que afirmaram que rompi relações políticas com o seu governo. Mas surpreso ainda fiquei com o vídeo gravado pelo próprio governador em que o mesmo afirma isso”, explica.

O senador Ciro Nogueira afirmou que se reuniu em Brasília com o governador Wellington Dias e o senador Marcelo Castro.

“Esta semana, recebi no meu apartamento o governador Wellington Dias e o senador Marcelo Castro. Entretanto, em momento algum, disse que os Progressistas fariam parte da oposição ao seu governo. Pelo contrário, eu tenho dito que o momento exige união e principalmente exige que todos nós estejamos trabalhando juntos pelo Piauí, independente de partido ou de ideologia”,

O senador Ciro Nogueira confirmou que está alinhado politicamente com o presidente Bolsonaro para o bem do Piauí.

“Fiz um movimento de aproximação do presidente Bolsonaro, que se mostrou extremamente benéfico ao nosso Piauí. Não fosse isso, o estado não estaria recebendo recursos que o governo federal tem destinado a nossa rede de saúde num período tão crítico de pandemia no nosso país e no mundo. O Piauí estaria isolado sem o apoio do presidente Bolsonaro e os prefeitos piauienses não teriam condições de ajudar e gerir seus recursos”, frisa.

O senador lamenta a declaração do governador, mas que agora está livre para fiscalizar o governo.

“Apesar da declaração do governador Wellington Dias, eu vou continuar trabalhando pelo nosso estado e continuo à disposição do seu governo para trazer os benefícios que o Piauí tanto precisa. Agora, eu estarei livre para fiscalizar os atos da administração estadual e apontar o inchaço do quadro de pessoal e outras lacunas de gastos supérfluos do Piauí. Olho no olho, agora eu quero dizer: O Piauí não é um estado de oposição nem de situação. Nós somos um estado que tem desafios e necessita do apoio do governo federal e de toda ajuda que vier”, finaliza.

Orlando Dias
Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *