Bolsonaro critica governo do Piauí por não conceder licença ambiental a empresário australiano

5
Compartilhar

Em live numa rede social na noite desta quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro criticou o governo do Piauí por não conceder licença ambiental para um empresário australiano investir em mineração no estado. O presidente afirmou que o empresário está há três anos tentando conseguir uma licença ambiental num estado mais pobre do Brasil.

“Hoje teve um grande empresário australiano conversando comigo da área da mineração. Ele está querendo explorar vanádio no Piauí, o estado mais pobre do Brasil. O penúltimo é o Maranhão e o Piauí é o mais pobre. O empresário está lutando há três anos para conseguir uma licença ambiental e não consegue”, afirma.

De acordo com o presidente Bolsonaro, o empresário está a ponto de desistir do empreendimento por conta da demora em liberar a licença ambiental

“O governador é quem indica o secretário do Meio Ambiente. Agora, a visão dessas pessoas é tacanha. O método que ele quer explorar o vanádio não tem qualquer agressão ao meio ambiente. Mas o secretário do governador não consegue essa licença ambiental. Ele está a ponto de desistir do empreendimento”, lamenta.

Bolsonaro criticou os governadores do Nordeste que aproveitam o baixo poder aquisitivo da população para comprar votos.

“Afinal de contas, esses estados governado por petistas, quanto mais desinformado for o povo, quanto menor for o poder aquisitivo, quanto menos instrução tiver, mais fácil é de se perpetuar no poder. Vai comprar voto com alguns projetos assistencialistas. Infelizmente, isso é uma grande verdade”, finaliza.

Sobre o vanádio
O vanádio geralmente é usado como aditivo, importante para fabricação de instrumentos cirúrgicos. Misturado com alumínio em ligas de titânio para motores de jato e células de alta velocidade. Serve ainda para fabricação de baterias recarregáveis e ímãs supercondutores.

O outro lado
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente Recursos Hídricos do Piauí enviou nota à Redação do Diariopiaui.com afirmando que nunca recebeu solicitação de licenciamento para exploração de vanádio como foi mencionado em rede social pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de ontem (17).

De acordo com a nota, o que consta nos registros do órgão é somente uma solicitação de autorização para que a empresa Riverbank Resources Mineração Ltda procedesse atividades de “investigação geotécnica, destinadas a subsidiar a formulação dos trabalhos básicos e fundamentais para a definição de viabilidade técnica e econômica de exploração de fosfato”. A solicitação foi concedida, mas está vencida desde 23/03/2017.

A Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Piauí destaca ainda que a concessão de licenças ambientais seguem com rigor os trâmites pertinentes ao procedimento, atendendo todas as exigências legais inerentes ao controle ambiental. No caso em específico, reiteramos que empresa citada solicitou apenas a licença para pesquisa e sondagem, não dando sequência para os estudos. Caso a empresa renove o pedido, o mesmo será atendido como foi feito anteriormente.

Estas autorizações estão vinculadas às solicitações constantes no processo Semar n° AA.130.1.011069/14 de 22 de outubro de 2014.


Da Redação

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *