Artigo – Eu daria tudo para tocar em você

0
Compartilhar

O filme GHOST é de arrepiar. Reprisado, várias vezes, na televisão, sempre me rouba algumas gotas de enternecimento: Casal de jovens apaixonados, em movimentado centro urbano, o assalto a mão armada, a bala, o fim da jornada terrestre, a paixão rompida, o namorado DESENCARNADO, presença invisível do ESPÍRITO a perambular pelas ruas, escritórios e apartamentos, em busca da AMADA.

O companheiro emite algum sinal, toque, o hálito do corpo invisível. Ela não percebe, sofre. Ele rompe paredes, liga, desliga aparelhos, ela não responde. Não vê. O ESPÍRITO invade o corpo de uma VIDENTE, que lhe serve de canal de comunicação com a namorada. Ele manda um recado: Diga-lhe: “Eu daria tudo para tocar em você.” A moça não decifra os mistérios vindos dos umbrais celestiais.

A gente estremece, questiona o sentido existencial dos dias, meses e anos que nos resta desfrutar. INEXORÁVEL dia da partida definitiva. DESENCARNAR-SE, sem a mínima possibilidade do último adeus, conta a pagar, a falta de tempo para os filhos, cônjuge, parentes…

“Eu daria tudo para tocar em você”. PORTANTO É BOM TOCAR QUANTO ANTES, enquanto nos compomos da matéria para gestos de solidariedade, apertos de mão, muito obrigado, me perdoa, dá-me um beijo, vamos transar como se fosse última vez, fala comigo, eu te amo,,, Chega mais pra cá, quanto te devo? Que mal te fiz? Quero te ver, te visitar. Vale mais a vida do que a maior bolada da loteria. Ficarão bens, a empresa, até o zíper da bermuda. Todos os preços desaparecerão. Só restarão valores. E não há dinheiro que pague aperto de mão, amor, lar, família, pais, filhos, amigos. Precisamos aproveitá-los, o quanto ainda nos resta. Sugar o último sabor do caramelo no céu da boca. PARAÍSO e INFERNO começam aqui, dependem dos preços e valores. O que é da terra fica. O que é do ESPÍRITO eterniza-se. Hipertensão não se cura só com caminhadas, sessões terapêuticas, academia… Simples gesto de solidariedade desentope veias, turbina o corpo, abre o infinito das esferas eternas. “Eu daria tudo para tocar em você.” GHOST pode nos despertar para a última sessão da matéria terrena. Vivamos o HOJE.

José Maria Vasconcelos, cronista
email: [email protected] 

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *