Após passar por exames, Bolsonaro deixa hospital em Brasília

1
Compartilhar

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada na noite de quinta-feira (30) no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Segundo apurou o UOL, ele tinha uma avaliação já programada e realizou exames de rotina. O presidente deixou a unidade por volta de 20h30.

Em 2 de janeiro deste ano, Bolsonaro revelou que estava com uma hérnia no abdome, região atingida pelo atentado a faca sofrido durante a campanha eleitoral de 2018. “Estou grávido. Tem uma dilatação acontecendo e talvez em fevereiro eu faça uma inspeção de saúde”, afirmou ele à época.

De acordo com o médico Régis Ramos, que avaliou o presidente, ele apresentava uma hérnia lateral, que causa “certo desconforto de vez em quando”.

Também em janeiro, o chefe do Executivo passou pelo mesmo hospital para realizar exames de rotina. Na ocasião, os auxiliares não informaram se o atendimento tinha relação com o diagnóstico na região abdominal.

A ida na noite de hoje ao Hospital das Forças Armadas não constava na agenda oficial do presidente e também não foi informada previamente.

De última hora, ele cancelou o compromisso semanal que tem às quintas à noite, a transmissão por sua página de Facebook. Nenhuma razão foi apresentada.

Viagem a BH
Bolsonaro teve nesta quinta um dia normal e com vários compromissos na agenda. O expediente começou às 8h, quando ele recebeu um de seus advogados, Antônio Pitombo, no Palácio da Alvorada. Depois, teve ao menos quatro reuniões no Palácio do Planalto (entre 8h50 e 11h30). Uma delas foi com o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

Durante a tarde, o presidente viajou a Belo Horizonte, onde sobrevoou as áreas afetadas pelas chuvas na região e anunciou a liberação de R$ 892 milhões para ajudar os três estados da região Sudeste que mais foram atingidos: Espírito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Por uma hora, o mandatário sobrevoou a capital mineira e cinco municípios da região metropolitana de Belo Horizonte. Não há relatos de que ele tenha se sentido mal durante o trajeto. O retorno a Brasília ocorreu por volta das 18h.

Biópsia rejeitou câncer, disse presidente em dezembro
Em 11 de dezembro do ano passado, Jair Bolsonaro afirmou que “a possibilidade de câncer de pele existe” depois de fazer um exame que extraiu material de sua orelha. No dia seguinte, ele assegurou que não tinha nenhum tumor maligno.

Em 21 de dezembro, o presidente afirmou que uma biópsia garantiu que ele não possui câncer.

Fonte: Folhapress

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *