AGU quer entregar apenas parte da gravação de reunião entre Bolsonaro e Moro

0
Compartilhar

A Advogacia Geral da União (AGU) apresentou pedido ao ministro Celso de Mello, no Supremo Tribunal Federal, para apresentar somente parte da gravação da reunião ocorrida no dia 22 de abril e que foi citada pelo ex-ministro Sérgio Moro em seu depoimento à Polícia Federal. De acordo com a solicitação da AGU, o Palácio do Planalto quer que o Supremo Tribunal Federal tenha acesso apenas eventuais elementos que sejam objeto do inquérito.

“A ordem de entrega de cópia de eventuais registros audiovisuais de reunião presidencial ocorrida no dia 22 de abril de 2020, para que se restrinja apenas e tão-somente a eventuais elementos que sejam objeto do presente inquérito”.

Trecho do pedido da AGU ao ministros do Supremo Tribunal Federal, Celso de Melo


A AGU já havia apresentado um primeiro recurso ao STF ainda na quarta-feira (6) pedindo ao ministro Celso de Mello que reconsiderasse a ordem de entrega da gravação da reunião citada por Moro, o argumento era que naquele encontro“foram tratados assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de Relações Exteriores, entre outros”.

O ministro Celso de Mello conduz no STF um inquérito, aberto a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), que apura se Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal.

Postagens Relacionadas
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *