Ação de prevenção ao Aedes é realizada no Promorar e Bom Princípio neste sábado (21) 

A reprodução do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, não escolhe o bairro ou casa. Ele precisa apenas de locais com água parada. Por isso, o cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos. O projeto Faxina nos Bairros, atividade semanal da Prefeitura de Teresina, promove, neste sábado (21), visita aos bairros Promorar e Bom Princípio, zonas Sul e Sudeste da capital, a partir das 8h da manhã.

O projeto é uma ação de limpeza e educação organizada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) em parceria com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) de cada área. “A ideia é que toda a população dedique um dia da semana para verificar os possíveis focos do mosquito, fazendo uma vistoria geral em suas residências e impedindo a reprodução do mosquito”, comenta Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da FMS.

Durante a semana, os moradores são avisados pelos agentes de saúde e endemias a fazer uma faxina em suas casas e depositar nas calçadas todo o material inservível para que seja coletado pela equipe, especialmente aqueles de grande porte que não são recolhidos pela limpeza regular.

Os grupos se encontram em um local e de lá saem percorrendo um quadrante determinado para a ação. Na zona sul, será o quadrante formado pela avenida deputado Ulisses Guimarães, Rua Odilon Nunes, BR 316 e avenida Palmeiras. Ponto de partida: CAIC. Já na zona sudeste,  será aquele formado pela Avenida Camilo Filho, Rua 03, Rua da Congregação Assembleia de Deus e Rua Projetada. Ponto de partida: CMEI do Recanto dos Pássaros.

“Solicitamos aos moradores destas áreas que, a partir de hoje, já coloque todo esse material que serve para acumular água e não tenha utilização pelos moradores nas calçadas, para que no sábado a prefeitura retire e possa favorecer ambientes livres de criadouros”, diz Oriana Bezerra.

A atividade veio com o intuito de incrementar as ações de controle vetorial da FMS e, desde então, contribuiu para redução em torno de 50% da incidência de casos de dengue, chikungunya e zika em Teresina. A principal ação para prevenção dessas doenças é evitar o nascimento do mosquito da dengue, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação.